Nosso Estádio




Nosso Santuario

O Barradão foi inaugurado na gestão do presidente José Rocha, sendo posteriormente ampliado na gestão do presidente Paulo Carneiro. Foi nessa segunda etapa que o Barradão ganhou sua iluminação, placar eletrônico e novo traçado das vias externas. O nome do estádio é uma homenagem ao ex-presidente do clube, o Sr. Manoel Barradas, que comandou pessoalmente as obras de construção.
Até a década de 1970, os elencos que o Vitória tinha não tinham lugar fixo para treinos, tendo a diretoria do clube que, habitualmente, pedir gentilmente locais emprestados para que seus jogadores pudessem treinar. Isso mudou quando, no mandanto do então presidente Raimundo Rocha Pires, o clube comprou um terreno na Estrada Velha do Aeroporto de Salvador, precisamente em 1972. Pouco tempo depois, foi cedido pela prefeitura da cidade um outro pedaço de terreno, no qual se construiria o Estádio Barradão anexo ao adquirido pelo clube. Com o crescimento do Centro de Treinamento do Vitória, Canabrava, região carente da cidade, obteve notável desenvolvimento.

Concentração do Futebol Profissional Vidigal Guimarães
O espaço destinado aos atletas profissionais de futebol do Vitória são equipados com:
  • Área do terreno: 9.000m²
  • Casa da Administração
  • Casa com refeitório
  • Sala de jogos
  • Sala de TV
  • Ambiente para Internet
  • 8 apartamentos triplos com suíte
  • Apartamento duplo com suíte
  • Apartamento para comissão técnica com suíte
  • Salão para preleção
  • 1 capela
  • 1 enfermaria
  • 1 farmácia
  • Piscina de 50m² com aquecimento


                                                      Construção 

Data de Inauguração: 11/11/1986.
 Partida de Inauguração: Vitória 1x1 Santos (SP). Primeiro gol marcado: Dino (Santos). 
Pontapé inicial: Manoel Tanajura Filho (Presidente do Conselho Deliberativo).
Direção do Clube: José Rocha, Nilton Sampaio, Beto Silveira e Pedro Godinho.
Comissão de Inauguração: Pedro Godinho, Luis Laranjeiras, Lev Smarcevski e João Borges "Bogê". 
Sócios Construtores: Alex Portela, Manoel Barradas, Manoelito lima, Raimundo Rocha Pires, Benedito Dourado da Luz, Alfredo Miguel, Álvaro Lemos, Jorge Correa Ribeiro, Luis Catharino Gordilho, Paulo Magalhães, Márcio Mont'Alegre, Sinval Vieira Filho, Luis Almeida Filho e Luis Augusto. 
Custo da obra: Cz$ 46.137.229,00 (base:novembro/1986).
Capacidade Inicial: 40.200 lugares (anunciado na época da inauguração pela diretoria do clube).








                                                   Reinauguração do estadio


Data de Reinauguração: 25/08/1991
Partida de Reinauguração: Vitória 1x1 Olímpia (Paraguai).
Pontapé inicial: José Rocha (Ex-Presidente do Esporte Clube Vitória).
Direção do Clube: Paulo Carneiro.
Custo da obra: CR$ 100.000.000,00 (base:agosto/1991).
Capacidade Atual: 45.000 lugares (anunciada 50.000, foi reduzida por questões de segurança).
 Primeira Partida Oficial: 15/09/1991 - Vitória 4x0 Serrano (BA).
Inauguração dos Refletores: 01/10/1994 
Vitória 2x0 Náutico (PE).
Maior Público - 07/05/00 - Vitória 2x0 Juazeiro (BA) - O total de pessoas presentes, computado nas "catracas" do Barradão foi de 51.200. 
O Vitória sagrou-se Campeão do 1º turno do Campeonato Estadual.


 













0 comentários:

PRA VC VIAJAR TRANQUILO

Postagens populares

SE PREPARE PARA ESPANTAR A CRISE

Quem somos

Minha foto
Este blog foi feito com muita dedicação para você torcedor apaixonado pelo Vitória. Aqui você vai poder curtir noticias,curiosidades,videos e ainda interagir sobre assuntos relevantes para o crescimento do nosso glorioso clube. façam parte da nossa turma, sejam bem vindos, pois nós todos somos "VITÒRIA MANIACOS"